Em primeira mão para você...

Lean Copy

Copywriting para Quem Não Gosta de Escrever


Olá! Meu nome é Victor Palandi.

Estou muito feliz que esteja aqui para aprofundar-se no estudo da Copy.

Porém, vai um alerta: o que menos vou falar aqui é de Copywriting.

Você não quer saber sobre Copy.

Eu não quero saber sobre Copy.

O que eu e você temos em comum é que queremos fazer mais dinheiro com nossos produtos ou serviços.

A Copy é apenas uma estrada que liga o nosso desejo de faturar mais com o dinheiro na conta. Sem Copy, não é possível encher os bolsos de grana.

Mas isso não significa que você precisa ficar estudando sobre Copywriting...

Isso não significa que você precisa ser mais criativo...

Nem mesmo você precisa gostar de escrever.

É o que a metodologia Lean Copy propõe e você vai entender nas próximas páginas deste eBook.

Espero que aprecie a leitura e esse seja o início de uma longa e próspera amizade entre mim e você.

Em alguns momentos, certos trechos podem soar como desabafo. Estou escrevendo esse material com o coração e é direito seu concordar comigo ou não.

Inclusive, no fim, vou deixar meu contato caso queira dar um feedback ou tirar alguma dúvida.

Qual é o objetivo do Copywriting?

Em poucas palavras: persuadir o leitor ou ouvinte a tomar a atitude que o copywriter deseja.

Na maioria das vezes, a atitude desejada é a compra.

O copywriter escreve um texto com o intuito de, ao fim da leitura, a pessoa passar o cartão de crédito e gerar a transação.

Portanto, o objetivo do Copywriting:

NÃO É ser um texto bonito;

NÃO É ser um texto divertido;

NÃO É ser um texto informativo;

NÃO É ser um texto inteligente;

NÃO É ser um texto inesquecível.

Nada disso.

Um texto legal cheio de curtidas no Facebook não paga as contas de casa.

Um post com elogios não paga as viagens internacionais.

No fim do dia, não importa o burburinho que foi gerado.

O que realmente vale é o quanto de dinheiro está na sua conta para você usar como quiser.

Portanto, para exemplificar, o Copywriting é um veículo.

Ele te leva de um ponto zero (pouca ou nenhuma venda) para um ponto final (muitas vendas e muito dinheiro).

Deitado numa cadeira, à beira da praia com a família, no litoral da Espanha, você vai se importar se o seu post tem curtidas ou não?

Indo à concessionária comprar aquele carro 0km que você tanto sonha, vai ficar pensando no número de compartilhamento do seu artigo no blog?

Não, porque não importa. Copywriting é um conjunto de técnicas com foco em vender mais e colocar mais grana no bolso.

Se alguém diz o contrário, está sendo hipócrita ou mentiroso.

Copywriting é exatamente o OPOSTO da criatividade

Talvez uma das declarações mais absurdas que possa existir sobre esse tema é relacionar copy com criatividade...

Copywriting não tem NADA, nadinha a ver com criatividade.

Zero.

E eu digo isso por 2 motivos.

Motivo #1 – Aos 13 anos, comecei a trabalhar como blogueiro. Depois disso, iniciei minha carreira de Freelancer. Fiquei dos 14 aos 18 anos escrevendo para clientes do Brasil e de Portugal.

Aos 18, abri a minha primeira empresa, uma agência de Marketing de Conteúdo. Durante, todo esse período eu escrevi, literalmente, milhares de textos.

Não importava o nicho: futebol, relacionamento, saúde, maquiagem, viagens, impostos federais, vagas de emprego e por aí vai...

Me tornei uma máquina de produção. Máquinas têm criatividade? Não, tem processos.

E virei referência em conteúdo digital no Brasil dessa forma.

Imagine se eu tivesse que ser criativo em cada conteúdo, cada carta de vendas, cada e-mail, cada artigo... É impossível.

Nós não escrevemos livros de ficção científica. Nós somos empreendedores, profissionais de marketing, jornalistas... e escrevemos com um fim: gerar resultados.

O Motivo #2 é...

Seres Humanos tem fortes padrões mentais

Isso é inegável. Eu, você e os nossos vizinhos temos formas de pensar muito parecidas. O cérebro humano funciona de maneira quase igual em todas as pessoas.

O lado bom disso é que a partir do momento em que nós deciframos o modo de agir e de pensar das pessoas, temos controle sobre o seu poder de decisão e somos capazes de gerar influência mais facilmente.

Talvez você não esteja totalmente convencido disso, então eu trouxe 3 exemplos que comprovam que o cérebro tem um jeito de trabalhar estável e constante.

1 – Gatilhos Mentais

O responsável por popularizar esse assunto foi Robert Cialdini no livro As Armas da Persuasão. Desde então, os gatilhos têm se tornando muito conhecidos, com muita gente falando sobre e até inventando gatilho que não existe.

O ponto é que podemos definir “gatilhos mentais” como atalhos que o subconsciente usa para tomar decisões mais rapidamente.

Você está na China, sozinho. Vê um restaurante cheio e outro vazio, lado a lado. O que você vai pensar?

“O restaurante cheio deve ser mais gostoso, porque tem mais gente”. É natural, automático.

A mesma coisa com favores... Se alguém te faz um favor, você passa a se sentir em débito, querendo devolver a benfeitoria na mesma moeda para compensar.

Esses são exemplos de gatilho da prova social e da reciprocidade, respectivamente.

Perceba que é um padrão humano de tomada de decisão. Existem outros gatilhos: escassez, urgência, autoridade, segurança e por aí vai.

2 – Storytelling

Outro exemplo muito bom é do Storytelling.

Desde os tempos das cavernas, o ser humano usa histórias para perpetuar conhecimento. Foi assim que a população foi agregando informações!

Além disso, estudos já mostram que durante uma história, todo o cérebro trabalha. Por exemplo: “O local fedia a cigarro. Crianças estavam jogadas no chão e um barulho parecido a pagode tocava no fundo. Apertei a mão de um jovem, e era tão áspera quanto uma pedra.”.

A imaginação visual, do cheiro e do som fazem com que várias áreas sejam ativadas ao mesmo tempo. E o que isso significa para nós: engajamento.

Se você é capaz de fazer uma pessoa colocar-se 100% dentro do que você está falando, conseguirá mais atenção e mais desenvolvimento da sua comunicação. Isso se reflete em maior poder de influência.

Outra vantagem do Storytelling: conexão cerebral.

Pesquisas apontaram que a mesma região do cérebro ativada por quem está contando a história também é ativada em quem está ouvindo a história.

Em outras palavras, quando o emissor fica triste durante a fala, o receptor também fica triste. Se um está feliz, o outro fica feliz.

E por que isso é bom? Porque a gente pode desencadear emoções em outras pessoas, criando um ambiente mais propício para a persuasão.

Reparou que esse é outro padrão humano? Mesmo eu sabendo disso, ainda assim não consigo evitar ou “me blindar”, porque está gravado na programação cerebral. É imutável.

3 – Estruturas Lógicas

Por fim, outra prova de que criatividade não vai te levar a lugar nenhum em relação à Copy é que nossa assimilação de informações funciona em formato de estrutura lógica.

Por exemplo, uma das estruturas mais poderosas é a P.A.S. = Problema + Agitação + Solução. Se você entregar qualquer informação nesta sequência em uma carta de vendas, por exemplo, conseguirá ter muito mais poder de convencimento.

Outra estrutura famosa é A.I.D.A. = Atenção + Interesse + Desejo + Ação. Seguindo esses passos, a comunicação se torna muito mais poderosa e fluida.

Algo simples mas que vai te ajudar muito é uma técnica de retórica chamada “Se – Então”.

Um exemplo: vou escrever um e-mail com o intuito de vender um programa de emagrecimento.

Você tem que deixar claro o “Se – Então” de modo natural e implícito:

- Se você conhecer o meu programa, então eliminará 5kg em 10 dias;

- Se você assistir ao vídeo, então saberá como derreter 3kg de gordura em 1 semana.

Não exatamente com essas palavras, mas em uma forma que deixe a entender isso. Por exemplo:

“Pessoas comuns estão assistindo a este vídeo e estão relatando terem destruído 3kg de gordura pura em apenas 1 semana – sem mudar os seus hábitos alimentares e sem fazer exercícios físicos”.

Percebe? Automaticamente a pessoa atrela uma meta desejada à ação de assistir ao vídeo. 😉

Copywriter é quem faz dinheiro pela comunicação

Portanto, esqueça esse negócio de criatividade. Você sequer precisa gostar de escrever para aplicar copywriting.

Lembre-se: Copywriting é fazer dinheiro. Ponto.

Por isso, não existe carta de vendas melhor ou pior. Existe carta de vendas que converte mais e que converte menos.

Não existe artigo mais legal ou mais chato. Existe artigo que gera venda e o que não gera vendas.

Acredito que assim como eu, você aprende copy e trabalha com vendas para ganhar dinheiro, então, é importante esse pensamento binário dividido em “Dá dinheiro” e “Não dá dinheiro”.

Como tudo mudou após cair essa ficha?

Eu tive 3 fases relacionadas ao entendimento e compreensão do Copywriting na minha vida.

No início, eu também pensava que era preciso criatividade, inspiração e uma mente afiada. Com o volume de trabalho que fui pegando, entrei na fase 2 e percebi que existem processos que fazem a produção de copy mais rápida e com mais qualidade.

Quem depende da criatividade para escrever copy nunca terá tanto sucesso quanto quem usa processos, porque processos e métodos são testados, fáceis de aplicar e bem mais rápidos.

Porém, quando entrei na última fase que eu consegui ir ao próximo nível em relação a vendas, escala, faturamento e lucratividade.

A fase 3 é chamada de Lean Copy, e vou explicar todos os detalhes na sequência.

É preciso gostar de ler e escrever para ser bom em copy – MITO!

Antes de eu entrar em detalhes na metodologia que dá nome a este eBook, quero quebrar um dos maiores mitos em relação ao Copywriting.

Você não precisa gostar de ler.

Você não precisa gostar de escrever.

Você pode usar Copywriting mesmo que odeie essas duas coisas. E quem diz o contrário está com pura demagogia ou está tentando supervalorizar o trabalho, como se fosse algo “complexo”, para mostrar que é culto.

E eu explico o porquê...

Aplicar Copywriting é como ir de um ponto a outro em um carro. Você não precisa saber dirigir. Você pode chamar um Uber.

Ou seja, você não precisa ficar horas estudando, escrevendo, lendo... Basta aplicar o Lean Copy.

Concorda comigo que é muito mais fácil ganhar dinheiro se tiver que colocar menos esforço?

Não estou dizendo que é errado gostar de ler ou de escrever. Eu mesmo adoro ler. O ponto é que não é uma obrigação ou uma necessidade para ter sucesso.

Você pode ganhar muito dinheiro aplicando Copywriting sem precisar passar por esses estágios.

Agora, quando algum copywriter pomposo vier falar do quanto precisa gostar de ler ou de escrever para ter sucesso, você pode dar risada a vontade, porque nesse mito a gente não cai mais.

Metodologia Lean Copy

Vamos falar então de forma clara, simples e direta o que é isso e como vai te fazer por mais dinheiro no bolso.

Em 2011, o Eric Ries cunhou o termo Lean Startup, que significa Startup Enxuta. Neste livro, ele fala sobre a necessidade de uma startup ser ágil ao mesmo tempo em que evita desperdício de dinheiro e de energia.

Lean Copy vem daí: criar copy com agilidade evitando perder tempo e perder dinheiro no processo.

Hoje, eu crio cartas de vendas de alta conversão em 2 horas ou menos.

Ponho um funil com todos os e-mails no ar em 1 hora e meia.

Faço advertorial em 1 hora, dependendo do nicho.

E é assim que temos altas taxas de conversão e de ROI na Fantastik, a minha principal empresa.

Não estou falando isso para me gabar, pelo contrário! Eu quero te mostrar que não existe aquele papo de que uma copy bem escrita leva 1 semana ou mais para ser feita.

Acho engraçado e ao mesmo tempo fico incrédulo quando vejo um copywriter gourmetizando o processo ou tentando explicar por que demora.

“Veja, eu tinha que pesquisar a persona, tive que escrever a primeira versão, estudar as dores e ir à campo verificar as objeções”... tudo isso para explicar o porquê é lerdo e ineficiente.

No começo eu também acreditava que assim que deveria ser...

Quando passei a fazer copy rapidamente, duvidei de mim mesmo: “Terminei muito rápido. Algo deve estar errado”.

E foi quando me desprendi dessa corrente que consegui escalar, fazer mais dinheiro do que nunca e ter mais tempo livre.

Nós temos cerca de 30 produtos ativos na Fantastik, atualmente (Julho/2019).

E a previsão é de passarmos a marca de 100 produtos no ar até o fim do ano.

Não estou aqui para pintar um mundo cor de rosa para você. A gente aplica Copywriting para vender e ganhar dinheiro... Não porque é bonitinho ou culto, mas porque é a melhor forma de persuadir nosso público a adquirir os nossos produtos.

Com isso, conseguimos ajudar e trazer um impacto positivo ao Mundo. Todos saem ganhando.

A Metodologia Lean Copy é baseada em somente 2 pilares. Vamos conferir!

Estruturas Campeãs de Persuasão

É comprovado: existem estruturas que dão mais certo e que vendem mais do que outras. Como falei anteriormente, o ser humano vive a base de padrões.

Por exemplo, uma página de vendas com depoimentos, bônus e autoridade é 80% da venda. São os 3 principais agentes de persuasão. Repare... Toda página de vendas de sucesso tem todos eles.

Quando você usa uma estrutura de comunicação que comprovadamente gera resultados, boa parte do trabalho de vendas é feito.

Além disso, existe hoje um conceito muito forte chamado Pré-suasão, que se refere ao processo de persuasão antes mesmo de a pessoa se dar conta de que virá uma oferta. Isso, meu amigo, minha amiga, é um dos grandes segredos de uma estrutura altamente lucrativa.

Por meio dela, é possível obter retornos sobre investimento acima da média. Na Fantastik, os resultados usando essa estratégia têm sido muito incríveis, com ROI chegando a 500%.

Templates de Textos Prontos

A estrutura campeã diminui as suas chances de errar. Já os templates prontos te dão muito mais agilidade e garantia de ótimos resultados.

Todo dia eu reflito: “Como eu posso pensar menos e ter mais resultados?”

E templates de textos prontos fazem isso. Eu não preciso pensar, praticamente. Pego um esqueleto, preencho as lacunas, e ponho no ar.

Mais de 20 produtos da Fantastik têm exatamente os mesmos e-mails de recuperação de boleto e carrinho abandonado. Eu apenas troco o nome do produto, seus benefícios e o preço. De resto, tudo igual.

“Victor, você é um preguiçoso”. Eu repito: meu trabalho como copywriter é fazer dinheiro, não alimentar o meu ego.

Se os e-mails estão funcionando, por que vou me dar ao trabalho de toda hora fazer sequências novas? Seria uma enorme perda de tempo.

Perceba que a Lean Copy se baseia em:

  • Resultados acima do ego

  • Menor esforço possível

  • Maior agilidade possível

  • Padrões que se mostraram lucrativos infinitas vezes


Essa é a minha filosofia.

Qual é a desvantagem da Lean Copy?

Para quem tem tesão por escrever, a Lean Copy acaba tirando um pouco a graça. Afinal, a pessoa já tem estrutura pronta, templates e modelos prontos... Para que, então, ficar rachando a cabeça pensando em como começar uma página de venda?

Essa é a desvantagem: ter tudo tão fácil e que gera dinheiro a ponto de não precisar escrever.

Como eu tenho prazer em ter mais tempo livre e mais dinheiro no bolso, para mim isso não é uma desvantagem. Vai de cada um...

Quais as Vantagens da Lean Copy?

Em relação aos pontos positivos, você já deve ter percebido até o momento quais são eles. Separei abaixo 4 vantagens que eu considero as principais dessa metodologia.

Confira comigo!

Você vai ganhar muito mais tempo

Na minha opinião, esse é o segundo melhor benefício. Com mais tempo livre, você pode se dedicar a outras atividades no seu negócio, por exemplo, criação de novos produtos, gestão de equipe, networking ou o que quer que deseje fazer.

Pensa comigo: se antes você ficava travado escrevendo uma sequência de e-mails, com a Lean Copy você pode fazer em 1 ou 2 horas, e ter todo o tempo restante para executar novas atividades.

E o melhor: com a cabeça fresca, porque você não teve que ficar com a mente fritando pensando no que escrever, para no fim ainda ficar na dúvida se o que escreveu vai gerar vendas! kkkkkkk

Sei como é isso! Por isso dei risada. Depois que entendi que copy é fazer dinheiro, nunca mais sofri com isso.

Vai parar de se preocupar com inspiração

Um dos meus cursos mais antigos, chamado TextMachine, passou de 5 mil alunos. Ao todo, eu tenho quase 20 mil alunos na área de Marketing Digital e Copywriting.

E uma das principais reclamações que eu recebo são relacionadas à inspiração.

Acordar e não se sentir pronto para escrever uma copy.

Olhar para a tela do Word em branco e não conseguir sair do lugar.

Fazer textos que não convencem e só vão fazer perder dinheiro com tráfego.

Se você passa ou passou por um desses momentos, fique tranquilo que você não é o único. É normal.

Coloco parte da culpa nesses copywriters de ego cheio que inventam que copywriting é algo culto, chique, “criativo”.

Isso faz parecer que copy é mais difícil do que realmente é, e assusta, minando a inspiração. Com a Lean Copy, você não precisa de inspiração, porque não depende de criatividade nenhuma.

Vai acertar muito mais rápido e mais fácil

Quando nós vamos escrever uma copy do zero, vai muito de tentativa e erro. Isso é normal. Mesmo eu com anos de experiência, livro no mercado, milhares de alunos, se for pegar para fazer uma copy do zero, posso errar.

Porém, quando usamos estruturas e templates prontos, as chances de erro diminuem drasticamente. Fica muito mais fácil acertar, porque você não parte do zero, mas sim de um modelo que já se provou funcional.

Se você reparar bem, toda profissão tem isso.

Um Nutricionista joga as informações do paciente em um software, e o mesmo retorna com número de calorias por dia, dividido por carboidratos, proteínas e lipídeos, assim como diversas outras informações para que a dieta funcione.

O Engenheiro não faz uma ponte do zero. Ele usa cálculos, fórmulas que outros engenheiros usaram em outras pontes e que deram certo.

Então por que diabos uma copy tem que partir do zero? Por esse motivo, a Lean Copy tem maior taxa de acerto e com mais rapidez.

Vai fazer mais dinheiro com menos esforço

Por fim, o meu benefício preferido dessa metodologia: mais grana com pouco esforço.

Eu tive uma agência de conteúdo, a Agência Palandi. Ela dava um bom dinheiro, mas eu tinha que me esforçar muito. Eu trabalhava bastante.

Depois que a vendi e passei a me dedicar à Fantastik, eu me esforcei para mudar esse cenário. Hoje, ganho mais dinheiro que na época da agência e com muuuito menos esforço.

Aí sim o verdadeiro tesouro!

Com a Lean Copy, é possível obter esse cenário dos sonhos, porque as estruturas e modelos aceleram a produção. Não precisa de inspiração ou muito trabalho mental.

E como são templates e fórmulas muito testadas e lucrativas, elas também vão trazer dinheiro sem aquele suor da “tentativa e erro” até acertar.

Considerações Finais

Eu sei que às vezes parece bom demais para ser verdade. É que nós fomos doutrinados a acreditar que Copywriting é difícil ou complexo ou trabalhoso demais.

Boa parte dos copywriters tentam valorizar o seu trabalho, usando jargões e dizendo que “leram e estudaram muito” para isso.

No início, eu até acreditei nisso, até ver que quanto mais simples eu era, mais dinheiro eu ganhava e sem ficar quebrando a cabeça.

Espero que essa rápida leitura tenha te aberto a mente e eliminado algumas barreiras na sua vida em relação ao Copywriting.

Se você gostou e quer entender melhor para usar o Lean Copy no seu negócio, me mande uma mensagem no WhatsApp: (11) 98858-0409.

Aceito feedback, positivo e negativo! Estou aberto à sua opinião.

Também vou realizar o Lean Copy Bootcamp, dos dias 22 a 26 de julho, com aulas inéditas explicando mais sobre o conceito e trazendo exemplos práticos para você aplicar.

Você pode se inscrever aqui: https://leancopy.com.br/bootcamp/

Em alguns momentos, eu fui duro em minhas colocações, mas cada palavra neste eBook foi a minha verdade, minha visão sobre o copywriting.

Meu objetivo é que cada vez eu veja menos pessoas frustradas com Copywriting e mais pessoas ganhando dinheiro na internet.

Estamos juntos!

Eu e toda equipe Fantastik te desejamos um forte abraço e sucesso,
Victor